Quinta Autoral

“Pois é, Poesia”, da banda Figurótico ft Bruno Gouveia – poema musicado de Marco Poeta: onde a simplicidade já diz tudo

Sabe aquela canção que só de ouvir os primeiros acordes já te ganha? É o caso de “Pois é, Poesia”, da banda Figurótico, um poema musicado de Marco Poeta: onde a simplicidade já diz tudo. E ainda conta com a participação especial de Bruno Gouveia, vocalista do Biquini Cavadão.

Que tal saber mais sobre essa bela poesia eternizada em melodia, letra, música? 

Violão na mão e um livro de poesias

E não há nada melhor que um violão na mão e um livro de poesias para escrever uma canção.

É assim que surge “Pois é, Poesia”, como conta Figurótico, vocalista, guitarrista  e compositor da banda:

“Ficava ouvindo rádio, lendo, violão sempre à mão. Lembro de ter tocado ou “Por tudo o que for” do Lobão, ou “Apenas mais uma de amor” do Lulu e logo após fiquei arranhando no violão essa sonoridade.
De tanto tocar surgiu a melodia da introdução sobre os dois acordes que fiquei fazendo.
Como estava numa onda meio folk, gostei e pensei em tentar fazer alguma letra pra ela.

Antes de rabiscar qualquer ideia, peguei o livrinho de poesias do Marco poeta que tinha comprado do próprio recentemente, chamado “Não demoro, só quando te olho” e fui folheando.

 Passei por um poema que já havia musicado, e ao chegar na última folha do livro avistei este, intitulado “À uma mulher”.

Pronto. Foi só complementar com uma outra base para um solo e estava toda formatada.
Deve ter sido a música mais rápida que fiz, que não levou 10 minutos neste processo todo.”

 

Participação especial de Bruno Gouveia, do Biquini Cavadão

“Pois é, Poesia” ainda conta com a participação de Bruno Gouveia, vocalista do Biquini Cavadão, um dos principais grupos de rock brasileiro dos anos 80.

E que tem “Vento Ventania” como o grande sucesso da carreira da banda. 

Agora, como surgiu o convite para Bruno participar dessa canção?

 “Além da potente voz do Bruno e ela casar com a música, toquei com o Biquini Cavadão de 2014 a 2016.
Gravei o DVD “Me Leve Sem Destino” fazendo segunda guitarra e vocais, e excursionei por 115 shows com eles. Então, foi uma honra ele ter aceitado o convite pra gravar.” – Figurótico

 

Marco Poeta –  o querido artista de Maromba , sul do RJ

Já dizia Mário Quintana: “Um bom poema é aquele que nos dá a impressão de que está lendo a gente…e não a gente a ele.”

Crédito: Eduardo de Andrade Cunha

E é exatamente essa sensação que se tem ao ler a poesia de Marco Poeta, querido artista de Maromba, no sul do Rio de Janeiro.

Assim, musicar um poema dele é conversar com a nossa alma, como a banda Figurótico soube fazer muito bem, ao transformar poesia em música.

E as poesias de Marco são a expressão das vivências e observações desse poeta.

Seus poemas surgiam nos encontros com amigos, nas mesas de bares, na rua:

“Quando começamos a sair pra noite, ele já era “o poeta”, que as pessoas viviam pedindo pra ele declamar nos bares, e ele sempre atendia.O via pouco muito devido ao seu estilo de vida hippie.
Crédito: Eduardo de Andrade Cunha
Às vezes ele aparecia mais por aqui (Barra Mansa), ou o via pela noite ou andando sem camisa (sempre!) pela rua e batíamos um papo. Ele era mundano demais.” – Figurótico

Marco Poeta nos deixou em 2019, mas teve a oportunidade de presenciar seu poema musicado pela Figurótico.

Crédito: Eduardo de Andrade Cunha

E esse querido artista fica eternizado em suas poesias e nas suas artes em madeira.

 

“Pois é, Poesia” – composta em 2007  e lançada só em 2021

Composta em 2007, “Pois é, Poesia” só seria lançada em 2021. Mas por que tanto tempo para o lançamento do single? 

“ Eu gostei dela de cara, sabia que teria de ser gravada somente em formato acústico, tudo que a banda justamente não fazia naquele tempo. Por isso a deixei guardada também.

Naquele momento estava muito atrás da identidade sonora da banda e achava que a música não estaria dentro do conceito, justamente por a letra não ser minha. Pura bobagem de minha parte, obviamente.” – Figurótico

E justamente na pandemia, durante o isolamento social, que “Pois é, Poesia” ressurge.

E conta com a participação de Rodrigo Novaes (violão dobro e bandolim), Dario Aragão Neto (teclado),  e Bruno Gouveia (voz). Diante do resultado, decidiram que a deixariam assim, sem baixo nem bateria.

O single faz parte do mais recente álbum da banda – “Arquitetura Noturna” (2021). 

A canção 

Logo nos primeiros acordes, a gente sente que vem música boa por aí. A sonoridade do violão, aliado ao teclado e bandolim, provoca aquela sensação de tranquilidade e serenidade:

Reprodução: Figurótico

E é reafirmada com a simplicidade do poema de Marco Poeta, um encaixe perfeito entre letra e melodia: 

Pois é, poesia 

Marcopoeta / Figurótico 

“Descobrir o amor 

É ser espinho e virar flor 

 

Flores são flores 

Espinhos são espinhos

 

Homens têm casas 

Os pássaros ninhos 

 

Poetas são poetas 

Não passarinhos 

 

Meu sangue é rio 

Pequenininho

 

E você és o meu amor 

O meu amorzinho 

Cada louco com a sua mania 

Cada louco com a sua mania 

Pois é, poesia! 

 

A curiosa história do refrão

 

E o que dizer do refrão? O curioso é que ele não faz parte do poema original, embora pertencesse ao mesmo livro de poesias de Marco Poeta. Cada poema tinha na página ao lado uma frase aleatória.

 

 

 

E justamente essa caiu como uma luva para o refrão:

Reprodução: Figurótico

Um pouco de Clube da Esquina em “Pois é, Poesia”

E o som acústico da banda nos faz lembrar do saudoso Clube da Esquina, com os seus  excepcionais arranjos – uma verdadeira aula para os músicos.

“Pois é, Poesia” – um santo remédio

Recomendamos “Pois é, Poesia” para toda e qualquer pessoa que ame a vida. É um santo remédio que faz bem pra alma.

Sobre a Figurótico

Formada em 2001, em Barra Mansa, Rio de Janeiro, a banda Figurótico é um power trio com uma pegada do rock nacional, tendo uma forte influência do BRock no seu som.

A banda tem como integrantes os irmãos Figurótico (guitarra, voz e violão) e Eduardo Pança (baixo e vocal), além do baterista Paschoal Júnior.

Ao longo dos seus 20 anos de carreira, a banda conta com mais de 2.500 shows em todo o Estado do Rio, principalmente em Volta Redonda.

E abriu shows para artistas como Os Paralamas do Sucesso, Nando Reis, Titãs, Ultraje a Rigor, Lobão, Skank, Ira! e Biquini Cavadão.

Siga a rede social da Figurótico
Videoclipe “Pois é, Poesia”

Agora é só curtir “Pois é, Poesia”:

Reprodução:Figurótico

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of

6 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
3 meses atrás

Thank you for sharing your personal experiences and stories It takes courage to open up and you do it with such grace and authenticity

3 meses atrás

Your writing is so genuine and heartfelt It’s refreshing to read a blog that is not trying to sell something or promote an agenda

3 meses atrás

Your posts always make me feel like I’m not alone in my struggles and insecurities Thank you for sharing your own experiences and making me feel understood

1 ano atrás

Can you be more specific about the content of your article? After reading it, I still have some doubts. Hope you can help me.

trackback

[…] tal embarcar nesse poema musicado do artista amapaense Luís Afonso Rodrigues? É só seguir com a […]

Morley Barros
1 ano atrás

Que viagem Boa… salve Marco Poeta, salve Figurótico

6
0
Would love your thoughts, please comment.x